Igreja e Casa do Mosteiro de São Salvador de Moreira - Maia, Portugal
Posted by: Groundspeak Premium Member razalas
N 41° 14.707 W 008° 39.051
29T E 529255 N 4566026
Quick Description: [PT]O Mosteiro do Divino Salvador de Moreira localiza-se na freguesia de Moreira, na cidade da Maia. [EN]The Monastery of the Divine Savior of Moreira is located in the parish of Moreira, in the town of Maia.
Location: Porto, Portugal
Date Posted: 4/18/2013 6:28:41 PM
Waymark Code: WMGX2B
Published By: Groundspeak Regular Member coisos
Views: 5

Long Description:
[PT]
"O primitivo mosteiro edificado em Moreira da Maia e dedicado a S. Jorge foi fundado no século XI (RUÃO, Carlos,1996), tendo tido até meados do século XVI várias igrejas anexas. Em 1562, com a extinção do regime das comendas, o mosteiro passou para a dependência de Santa Cruz de Coimbra. Alguns anos depois, em Julho de 1584, o prior D. Jorge decidiu reconstruir integralmente o complexo monacal, que à época estava arruinado. A primeira pedra da igreja foi lançada em Maio de 1588, e em 22 de Fevereiro de 1591 Filipe II decidiu patrocinar as obras do mosteiro, agora dedicado a São Salvador. A fábrica de obras prolongou-se até 1622, ano em que foi realizada a cerimónia de inauguração do templo.
Desconhecem-se quaisquer elementos documentais respeitantes à autoria do projecto, embora a tipologia da igreja esteja filiada no modelo estrutural e gosto estético desenvolvido na arquitectura do noroeste português na segunda metade do século XVI, apresentando evidentes semelhanças com o mosteiro de Grijó.
Com um projecto arquitectónico maneirista, inspirado na tratadística serliana, a igreja de São Salvador de Moreira possui planta de nave única, com falso transepto, formado pela abertura de duas capelas laterais, e capela-mor rectangular. Nas fachadas laterais, na zona de transição entre a nave e a capela-mor, foram edificadas em 1695 as duas torres sineiras.
A fachada, de grande sobriedade decorativa e monumentalidade espacial, divide-se em dois registos, sendo utilizado o sistema de sobreposição de ordens, correspondendo a ordem toscana ao piso inferior, e a jónica ao superior. O primeiro registo apresenta galilé aberta por três vãos de moldura recta, coberta por tecto em caixotões. O segundo registo é bastante mais alto que o primeiro, dando a ideia da presença de um corpo intermédio que na realidade não existe. O conjunto é rematado por empena com relógio central precedida por varandim. Os jogos ilusórios criados na fachada e a verticalidade da sua estrutura apresentam-se como as características "mais" maneiristas do conjunto, num pleno entendimento das formas anti-clássicas.
Interiormente a nave é coberta por abóbada de berço com caixotões, tendo ao fundo coro-alto de grandes dimensões, onde foi colocado o cadeiral dos cónegos, que assenta sobre arco abatido. A capela-mor, com retábulo barroco de talha dourada, é revestida por azulejos de padrão, azuis e amarelos.
A área correspondente à cerca do complexo monacal, actualmente designada como Quinta do Mosteiro, foi fundada no século XI, quando o complexo monacal estava entregue à ordem dos Agostinhos. No século XVII, face ao estado de ruína em que se encontrava, o Prior do mosteiro ordenou a reconstrução do edifício da quinta, terminado também no ano de 1622. Em 1834, com a extinção das Ordens Religiosas, o espaço foi vendido ao desembargador Luís Lopes Vieira de Castro, e alguns anos mais tarde foi comprado pelo tribuno liberal José Estevão de Guimarães. No início do século XX a quinta era propriedade do conselheiro Luís de Magalhães, estadista e intelectual da "Geração de 70". Actualmente a quinta é utilizada como residência particular."

Fonte: (visit link)



[EN]
"The original monastery built in Moreira da Maia and dedicated to S. Jorge was founded in the eleventh century, having had until mid-sixteenth century several churches annexed. In 1562, with the phasing out of commendations, the monastery passed to the dependence of Santa Cruz de Coimbra. Some years later, in July 1584, the Prior D. Jorge decided to completely rebuild the monastic complex, which at the time was ruined. The first stone of the church was launched in May 1588, and February 22, 1591 Philip II decided to sponsor the construction of the monastery, now dedicated to St. Saviour. The factory works lasted until 1622, year in which was held the opening ceremony of the temple.  Unaware of whether any documentary evidence relating to the authorship of the project, although the type of church is affiliated with the structural model and aesthetic taste developed in the northwestern Portuguese architecture in the second half of the sixteenth century, with obvious similarities to the monastery of Grijo.  With a Mannerist architectural design, inspired by the treatises serliana, the church of San Salvador de Moreira plant has a single nave with transept false, formed by the opening of two side chapels and chancel rectangular. In the side walls, the transition zone between the nave and chancel were built in 1695 the two bell towers"

From: (visit link)
Designação (Name): Igreja e Casa do Mosteiro de São Salvador de Moreira

Categoria de protecção (Classification): MIP - Monumento de Interesse Público

Categoria/Tipologia (Type of heritage): Arquitectura Religiosa / Conjunto

Concelho (City): Maia

Página do Património na base de dados do IGESPAR (Page of the Heritage at the IGESPAR database): [Web Link]

Wikipedia: [Web Link]

Visit Instructions:
[PT]
- Por favor forneça pelo menos uma foto tirada durante a sua visita.
- Por favor escreva um pouco sobre a sua visita. Diga o que achou. Gostou?

[ENG]
- Please provide at least a photo you have taken during your visit.
- And please write a little about your visit. Tell us what you thought, did you liked it?

Search for...
Geocaching.com Google Map
Google Maps
MapQuest
Bing Maps
Nearest Waymarks
Nearest Património Português (Portuguese Heritage)
Nearest Geocaches
Nearest Benchmarks
Create a scavenger hunt using this waymark as the center point
Recent Visits/Logs:
There are no logs for this waymark yet.